Publicado em Uncategorized

Camisinha vencida

Oi gente!

São muitas as dúvidas relacionadas a camisinha e ao uso desse método após o vencimento. Essa matéria escrita por Marina Almeida, para o site UOL em 2008 esclarece essa questão e pontua outros fatores importantes que podem colocar em risco a eficacia do preservativo.

camisinhas

Camisinha não pode ficar muito tempo no bolso ou na carteira – por Marina Almeida – Especial para o UOL Ciência e Saúde

“É a data de validade das camisinhas que garante sua segurança e eficácia. Como qualquer produto fabricado com borracha natural, os preservativos, que são feitos de látex, perdem suas propriedades físicas ao longo do tempo e podem romper-se com mais facilidade depois de vencidos”.

Em geral, a validade dos preservativos varia de três a cinco anos e, após abertos, eles devem ser utilizados imediatamente.

Além dos maiores riscos de transmissão da Aids, Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s) e da gravidez indesejada, a utilização incorreta do produto pode abalar a confiança na eficácia do método preservativo, trazendo como conseqüência a diminuição de seu uso e aumentando os riscos de doenças”.

Fátima Martins Leone, engenheira química da diretoria de qualidade do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial), lembra ainda que, enquanto o preservativo estiver na data de validade, o fabricante é o responsável pelo produto e por eventuais problemas do consumidor.

Cuidados

Na prática, a vida útil e a segurança do preservativo podem diminuir se alguns cuidados não forem tomados – mesmo que o prazo de validade ainda não tenha vencido.

“Deve-se proteger o produto da exposição ao calor, à umidade e à luz. “Eles não devem ser guardados no porta-malas de um carro durante o dia, por exemplo”, explica Fátima. Isso porque o látex dos preservativos se degrada em altas temperaturas e suas características físicas são alteradas. Seguir as instruções de uso do produto e abri-lo apenas no momento em que será utilizado são outras recomendações da engenheira”.

“Não dobrar, torcer nem amassar as camisinhas também é um cuidado importante para a garantia de sua qualidade. Para evitar que os preservativos sofram alterações, eles não devem ser deixados por muito tempo no bolso ou na carteira, sugere Maria Cristina. Ela também ressalta que devem ser utilizados apenas preservativos com o selo do Inmetro e orienta o consumidor a escolher, sempre que possível, as camisinhas com a data de fabricação mais recente”.

Certificação

“O Brasil é um dos poucos países que adota a certificação compulsória para preservativos, ou seja, todas as marcas de camisinhas disponíveis no país passam por uma avaliação da qualidade do produto antes de serem vendidas ao consumidor ou distribuídas pelo Ministério da Saúde. Além disso, o Inmetro faz auditorias em que analisa amostras dos produtos disponíveis no país para verificar se eles cumprem todas as exigências de qualidade e segurança dentro de seu prazo de validade“.

Por isso, nada de desculpa para não se proteger! A camisinha é um dos métodos mais seguros e eficazes disponíveis e a sua distribuição é gratuita nos postos de saúde!

Qualquer dúvida, publique aqui no blog, que a gente responde.

Até!

Publicado em Uncategorized

Pênis: tamanho é documento?

Olá! Hoje vamos falar sobre uma preocupação comum, que desperta a dúvida e causa muita angústia e insegurança nos homens…

Símbolo de potência e masculinidade, muitas pessoas associam o tamanho do órgão masculino a força, ao poder e ao desempenho sexual. Por isso, alguns homens ficam aflitos e chegam a comparar ou imaginar que o seu pênis é menor que o dos outros.

Na maior parte dos casos, o desejo por ter um pênis maior vem do desconhecimento do tamanho médio de um pênis “normal”, ou das comparações feitas com os órgãos vistos nas revistas ou filmes eróticos, ou até mesmo através dos “exageros e vantagens” contados pelos amigos ou pelas mulheres.

Segundo o urologista Celso Marzano, geralmente, o pênis atinge seu tamanho definitivo aos 16 anos de idade e 80% dos pênis eretos situam-se entre 11 e 17 cm (depende de pessoa para pessoa), sendo 14 cm a média comum. Sem ereção, o tamanho médio do pênis do adulto varia de 6 a 9 cm. Ele revela ainda que a ansiedade, o frio, a obesidade e outros fatores podem retrair e enrugar o pênis, diminuindo o seu tamanho.

medida

A crença de que quanto maior é o pênis, maior é o prazer que ele proporciona, pode ser questionada quando se explica que há um limite de tamanho que pode penetrar o canal vaginal. Na verdade, se o pênis for muito grande, ele causará um incomodo e um desconforto a mulher, fazendo com que ela sinta dor durante a relação sexual.

Algumas ginecologistas enfatizam também que logo nos primeiros centímetros do canal vaginal, já se encontram pontos sensíveis que vão ser estimulados durante a penetração e que, portanto, uma boa relação vai acontecer independentemente do tamanho do órgão masculino.

Agora, muito cuidado! Homens insatisfeitos e preocupados com o tamanho do órgão sexual devem buscar uma orientação específica, com médicos urologistas, antes de buscar “tratamentos” oferecidos, principalmente na internet. Bombas, exercícios, massagens, aparelhos “esticadores” e até mesmo cirúrgias são anunciadas como soluções infalíveis para resolver esse problema e, na maioria das vezes, o resultado pode ser muito complicado.

Para encerrar, tem um dito popular que resume bem o nosso post de hoje:

“Não importa o tamanho da varinha e sim, a mágica que ela faz!”

Dúvidas? Mande aqui pra gente!

Bom final de semana!

Publicado em Sexo Seguro

Camisinha Feminina – Como usar?

Bom dia! Semana passada vocês conheceram a camisinha feminina e suas vantagens e hoje vamos explicar como ela deve ser utilizada.

Para colocá-la corretamente, a mulher deve encontrar uma posição confortável (em pé com um dos pés apoiados em cima de uma cadeira, sentada com os joelhos afastados, agachada ou deitada). Ela deve abrir a embalagem da camisinha feminina na parte indicada, desdobrando o preservativo que vai estar totalmente lubrificado. Segurando e flexionando o anel interno, a mulher deverá introduzir e deslizar esta extremidade até o fundo do canal vaginal. O anel externo deve ficar aproximadamente 3 cm para fora da vagina, recobrindo e protegendo a vulva.

Quando a relação for começar, pode-se ajudar o parceiro, guiando o pênis para dentro da camisinha, impedindo que ela se dobre no início da penetração.

camisinha-femi

Para retirar, basta torcer este anel externo e puxar delicadamente a camisinha feminina para fora do canal vaginal, tomando cuidado para que o esperma que ficou retido, não escape.

Não é difícil! E a novidade pode servir como um incentivo para a prevenção na relação sexual.

Vale lembrar que a camisinha feminina NÃO pode ser utilizada junto com a masculina! Na hora da relação vai ter que optar por UM dos métodos, pois juntos, eles podem se romper devido o atrito, perdendo a sua eficácia.

Gostaram?

No próximo post, falaremos sobre o anticoncepcional oral, a famosa pílula!

Fiquem ligados!