Publicado em Uncategorized

A Aids no Brasil

Um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) divulgado na semana passada aponta que novos casos de infecção pelo HIV e de mortes associadas à doença cresceram no Brasil nos últimos oito anos.

download

Segundo o The Gap Report, documento feito pelo Programa Conjunto das Nações sobre HIV/Aids (Unaids), o número de novos casos de infecção pelo HIV cresceu 11% no Brasil entre 2005 e 2013, quando cerca de 42 000 pessoas contraíram o vírus no país.

Estima-se que, atualmente, 752 000 pessoas vivam com o vírus da aids aqui no país. Esse número representa quase metade do total de casos na América Latina (1,6 milhão) e cerca de 2% do número de infectados no mundo (35 milhões).

De acordo com a Unaids, a cada hora, dez novas infecções pelo HIV acontecem na região. Pelo menos um terço dos novos casos da doença ocorre entre jovens de 15 a 24 anos.

O Ministério da Saúde afirma que já esta em 750 mil o número de pessoas que vivam com HIV e Aids no Brasil, sendo que 123 mil desconhecem essa sua situação.

Quer saber mais? Acesse:

http://www.aids.gov.br

http://www.unaids.org.br

Matéria Revista Veja

Matéria Site O Globo

Anúncios
Publicado em Uncategorized

Vacinação contra o HPV

Oi gente!

Esse post é para lembrar que HOJE, segunda-feira, dia 10, os postos de saúde e escolas públicas e privadas iniciam a vacinação contra HPV em meninas de 11 a 13 anos.

O vírus HPV é a principal causa do câncer do colo de útero, terceiro tipo mais frequente entre as mulheres,ficando atrás apenas do câncer de mama e de cólon e reto.

Tanto nas escolas como nos postos de saúde, a vacina será aplicada por profissionais de saúde.

Os pais ou responsáveis que não quiserem que a adolescente seja vacinada deverão preencher e enviar à escola o termo de recusa distribuído pela instituição de ensino antes da vacinação.

No caso das unidades de saúde, é importante que a adolescente apresente a caderneta de vacinação.

Para assegurar a aplicação das três doses, o serviço de saúde vai registrar cada adolescente imunizada, monitorar a cobertura vacinal e realizar, se necessário, a busca por aquelas que deixarem de tomar.

Se você não se enquadra no perfil da vacinação (meninas de 11 a 13 anos), não deixe de passar a informação para os pais, familiares, vizinhos e amigas, ressaltando a importância dessa campanha.

Cartaz_HPV_Meninas_64x46

Publicado em Saúde da Mulher

Vacinação contra o HPV

Oi gente!

Vocês se lembram do post que fizemos sobre o HPV aqui no blog?

Pois é… agora o Ministério da Saúde lançou uma campanha sobre a vacinação gratuita que estará disponível para as adolescentes do sexo feminino, de 9 a 13 anos, nas unidades básicas de saúde (UBS) e também nas escolas públicas e privadas.

Primeiramente, em 2014, serão vacinadas as adolescentes de 11 a 13 anos e em 2015, a vacina estará disponível para as meninas mais novas, de 9 a 11 anos.

A adolescente deverá tomar 3 doses dessa vacina. A primeira estará disponível em março, a segunda em setembro e a terceira será agendada para 60 meses após a data da primeira dose.

Para as mulheres adultas, a recomendação para a prevenção do câncer de colo do útero é a realização do exame papanicolau, além, é claro, do uso da camisinha em todas as relações sexuais.

Vejam abaixo mais informações sobre a campanha:

Filipeta-HPV-15X21

Publicado em Uncategorized

Gravidez na Adolescência

A gravidez pode ser uma das fases mais importantes na vida de uma mulher…

Mas, e quando isso acontece muito cedo, de uma forma não planejada?

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, 444.056 adolescentes brasileiras, entre 10 e 19 anos, tiveram filhos em 2009. Destes, mais de 70 mil casos se referem ao estado de São Paulo, o maior em todo Brasil.

A cada ano, cerca de 20% das crianças que nascem no Brasil são filhas de adolescentes. Esse índice representa três vezes mais garotas menores de 15 anos grávidas do que na década de 70.

Pregnant woman

Pesquisando sobre o assunto, encontramos algumas possíveis justificativas para as práticas sexuais desprotegidas que, consequentemente, podem levar a uma gravidez não desejada:

– falta de informação e comunicação entre os familiares, pela presença de tabus e pelo medo do adolescente em assumir que tem uma vida sexual ativa;
– não utilização de métodos contraceptivos de forma adequada e correta, por conta até da instabilidade das relações e dos encontros casuais (ora tá namorando, ora termina, ou então por não estar em um relacionamento sério com ninguém);
– o pensamento de que a gravidez é uma possibilidade distante, que não vai acontecer no momento;
– e também a iniciação sexual precoce, pois quanto mais cedo ocorre a 1ª relação, menores são as chances de uso de métodos contraceptivos e, consequentemente, maiores são as possibilidades de gravidez.

E ai, vocês concordam com esses motivos?

A boa notícia é que com o aumento de ações de prevenção, orientação mais adequada sobre o uso dos contraceptivos e distribuição gratuita de camisinhas em postos de saúde, há grandes chances do índice de gravidez na adolescência diminuir.

Porém, segundo a médica Carmita Abdo, coordenadora do Projeto de Sexualidade do Hospital das Clínicas de São Paulo e professora da Faculdade de Medicina da USP, uma gestação precoce, embora não apropriada, nem sempre é indesejada.

“O desejo de conquistar uma vida melhor, de ter atenção e afeto e de começar a estruturar uma vida mais independente, muitas vezes, levam as meninas a, mesmo sem perceberem, esperar que uma gravidez resolva isso.” Para a médica, mais que informação, as crianças precisam aprender que podem realizar seus sonhos por meio dos estudos, do trabalho e da construção de um projeto de vida”.

A gravidez não planejada não é um problema exclusivo das meninas. Os meninos também não possuem condições estruturais para serem pais, afinal, um filho não é concebido por uma única pessoa.

Como vimos nos posts anteriores, uma das maiores preocupações dos adolescentes esta relacionada a 1ª vez. Muitos ficam em dúvida se estão preparados para iniciar a vida sexual. Uma outra forma de pensar sobre essa questão, é perguntando para si mesmo, se estão prontos para encarar as responsabilidades e as consequências que essa escolha pode trazer…

Caso acontecesse uma gravidez não planejada, como vocês enfrentariam a situação?

Publicado em Sexo Seguro

Carnaval 2013!

Pessoal, o Carnaval chegou!

Para relembrar tudo o que já foi dito nesses últimos posts, vale a pena dar uma olhada no vídeo da campanha “A vida é melhor sem AIDS. Proteja-se. Use sempre camisinha.” lançada pelo Ministério da Saúde.

Segue o link: http://goo.gl/3RCqC

Carnaval Consciente 1

Nós da Unibes esperamos que vocês aproveitem esse Carnaval, mas com muita responsabilidade e consciência….certo?

Até semana que vem!