Publicado em Uncategorized

Carta para os amigos…

Oi gente!

Hoje vamos publicar uma carta escrita pelo jovem Luiz Henrique de Paula Queregatte, que, através de uma atividade desenvolvida pelo Projeto Saúde e Qualidade de Vida, buscou conscientizar os demais colegas sobre a importância da prevenção.

Olhem só que legal:

carta

Gostaram?

Anúncios
Publicado em Uncategorized

2ª dose da vacina contra o HPV

Bom dia pessoal!

O post de hoje é para divulgar que a segunda dose da vacina contra o vírus HPV começou a ser aplicada em meninas de 11 a 13 anos, na semana passada (01/09) em todo o Brasil.

É importante lembrar que essa vacina protege as adolescentes do câncer do colo de útero e que a aplicação dessa segunda dose, seis meses após a primeira, é fundamental para garantir a imunização contra o HPV até que se receba a terceira dose, chamada de reforço, que será distribuída daqui há cinco anos. Cada adolescente deverá tomar as três doses para completar a proteção.

O Ministério da Saúde passou a ofertar a vacina no Sistema Único de Saúde (SUS) em 10 de março de 2014. Em apenas seis meses, 4,3 milhões de meninas nessa faixa etária já foram vacinadas, atingindo 87,3% do público-alvo – uma das maiores coberturas para essa vacina em todo o mundo. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 80% das 4,9 milhões de meninas de 11 a 13 anos residentes no país.

A vacina também está disponível para aquelas que ainda não tomaram a primeira dose. Para receber a segunda dose da vacina HPV, basta apresentar o cartão de vacinação ou documento de identificação na unidade de saúde. Em 2015, a vacina passa a ser oferecida para as adolescentes de 9 a 11 anos e, em 2016, às meninas de 9 anos.

2ª-dose-HPV

 

SEGURANÇA – A vacina contra HPV tem eficácia comprovada para proteger mulheres que ainda não iniciaram a vida sexual e, por isso, não tiveram nenhum contato com o vírus. Estimativas indicam que, até 2013, foram distribuídas cerca de 175 milhões de doses da vacina em todo o mundo. 

Tomar a vacina na adolescência é o primeiro de uma série de cuidados que a mulher deve adotar para a prevenção do HPV e do câncer do colo do útero. No entanto, ela não substitui a realização do exame preventivo e nem o uso do preservativo nas relações sexuais. O Ministério da Saúde orienta que mulheres na faixa etária dos 25 aos 64 anos façam o exame preventivo, o Papanicolau, a cada três anos, após dois exames anuais consecutivos negativos.

SOBRE O HPV – É um vírus transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto. Estimativas da Organização Mundial da Saúde indicam que 290 milhões de mulheres no mundo são portadoras da doença, sendo 32% infectadas pelos tipos 16 e 18. Em relação ao câncer de colo do útero, estudos apontam que 270 mil mulheres, no mundo, morrem anualmente devido à doença. Neste ano, o Instituto Nacional do Câncer estima o surgimento de 15 mil novos casos no Brasil.

Fonte: http://www.aids.gov.br

Publicado em Uncategorized

Vacinação contra o HPV

Oi gente!

Esse post é para lembrar que HOJE, segunda-feira, dia 10, os postos de saúde e escolas públicas e privadas iniciam a vacinação contra HPV em meninas de 11 a 13 anos.

O vírus HPV é a principal causa do câncer do colo de útero, terceiro tipo mais frequente entre as mulheres,ficando atrás apenas do câncer de mama e de cólon e reto.

Tanto nas escolas como nos postos de saúde, a vacina será aplicada por profissionais de saúde.

Os pais ou responsáveis que não quiserem que a adolescente seja vacinada deverão preencher e enviar à escola o termo de recusa distribuído pela instituição de ensino antes da vacinação.

No caso das unidades de saúde, é importante que a adolescente apresente a caderneta de vacinação.

Para assegurar a aplicação das três doses, o serviço de saúde vai registrar cada adolescente imunizada, monitorar a cobertura vacinal e realizar, se necessário, a busca por aquelas que deixarem de tomar.

Se você não se enquadra no perfil da vacinação (meninas de 11 a 13 anos), não deixe de passar a informação para os pais, familiares, vizinhos e amigas, ressaltando a importância dessa campanha.

Cartaz_HPV_Meninas_64x46

Publicado em Saúde da Mulher

Vacinação contra o HPV

Oi gente!

Vocês se lembram do post que fizemos sobre o HPV aqui no blog?

Pois é… agora o Ministério da Saúde lançou uma campanha sobre a vacinação gratuita que estará disponível para as adolescentes do sexo feminino, de 9 a 13 anos, nas unidades básicas de saúde (UBS) e também nas escolas públicas e privadas.

Primeiramente, em 2014, serão vacinadas as adolescentes de 11 a 13 anos e em 2015, a vacina estará disponível para as meninas mais novas, de 9 a 11 anos.

A adolescente deverá tomar 3 doses dessa vacina. A primeira estará disponível em março, a segunda em setembro e a terceira será agendada para 60 meses após a data da primeira dose.

Para as mulheres adultas, a recomendação para a prevenção do câncer de colo do útero é a realização do exame papanicolau, além, é claro, do uso da camisinha em todas as relações sexuais.

Vejam abaixo mais informações sobre a campanha:

Filipeta-HPV-15X21

Publicado em Saúde da Mulher, Uncategorized

Papanicolau?!

Oi gente! O que será que é papanicolau, hein?

Esse nome esquisito é uma homenagem ao médico grego George Papanicolau, que criou em 1940 um método seguro para detectar alterações, tumores e algumas infecções vaginais apresentadas pelas mulheres.

O papanicolau é um exame clínico muito simples e rápido, realizado pelo(a) ginecolgista no próprio consultório.

Com a paciente deitada em posição ginecológica (pernas afastadas, flexionadas e apoiadas em um descanso), o(a) médico(a) amplia um pouquinho a largura do canal vaginal com um aparelho chamado espéculo, deixando o colo do útero mais visível para que possa ser examinado. O ginecologista usa então uma haste de algodão parecida com um cotonete para coletar algumas células que ficam logo no comecinho do útero, passa esse material para uma lâmina de vidro e o envia para um outro especialista (o patologista).

papanicolau1

Esse exame é uma forma de investigar a presença de microorganismos (fungos, vírus e bactérias) que podem ser prejudiciais para o organismo e é também um método considerado para a descoberta precoce de diversas doenças, como a infecção pelo HPV (papilomavírus humano) e o desenvolvimento do câncer de colo do útero.

Apesar da importância e dos benefícios que o papanicolau traz, infelizmente muitas mulheres tem medo e deixam de fazer o exame, preocupadas com a dor ou o desconforto que ele possa causar. É importante esclarecer que o papanicolau pode, no máximo, provocar um pequeno incômodo. No entanto, essa sensação diminui se a mulher conseguir relaxar e se a coleta for feita com delicadeza e boa técnica.

Todas as mulheres que têm ou já tiveram atividade sexual devem realizar o papanicolau pelo menos uma vez por ano.

Gostaram das informações?

Qualquer dúdvida, é só deixar aqui, através de comentário!

Até a próxima!

Publicado em Uncategorized

HPV – Papilomavírus humano

Hoje vamos falar de um assunto sério e importante.

O HPV (papilomavírus humano) é o nome dado para um grupo de mais de cem tipos de vírus diferentes, que podem se manifestar através da formação de verrugas na pele, na boca, nos genitais ou no ânus, causando uma doença chamada condiloma acuminado, popularmente conhecida como “crista de galo”.

HPV

Essas lesões genitais podem ser consideradas de alto risco, porque estão diretamente relacionadas ao desenvolvimento do câncer de colo do útero e de pênis.

Encontrado também nas camadas que envolvem internamente os órgãos genitais de homens e mulheres, o HPV pode ser transmitido pelos três tipos de sexo: vaginal, anal e oral, e pode ser passado pelo contato com a pele que apresenta o ferimento.

Atualmente, o HPV é a doença sexualmente transmissível de maior presença nas estatísticas brasileiras, de acordo com o Congresso Brasileiro de Infectologia. Porém, seu diagnóstico é difícil, pois muitas vezes o vírus permanece adormecido no corpo da pessoa, e só se manifesta quando a imunidade está baixa.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer – INCA, estudos no mundo comprovam que 80% das mulheres sexualmente ativas serão infectadas por um ou mais tipos de HPV em algum momento de suas vidas. Essa percentagem pode ser ainda maior em homens. Estima-se que entre 25% e 50% da população feminina e 50% da população masculina mundial esteja infectada.

O papanicolau, a colposcopia e a biópsia são alguns exames específicos realizados para revelar a presença do vírus no organismo. Geralmente é solicitado também um diagnóstico para HIV, já que a presença de ferimentos pode facilitar a transmissão dessa e de outras DST´s.

O tratamento é feito através da remoção das verrugas, quando elas se manifestam. Mas é importante esclarecer que o reaparecimento dessas lesões é comum, mesmo quando tomado os cuidados adequados.

A forma mais eficiente para evitar a contaminação (adivinhem?) é com o uso da camisinha durante as práticas sexuais. Já existem também vacinas para o HPV, porém, por enquanto, elas são oferecidas apenas por laboratórios particulares.

Se tiverem alguma dúvida sobre o assunto, perguntem aqui no blog através dos comentários ou acessem o site do Instituto Nacional do Câncer www.inca.gov.br, buscando o link direto HPV para se informarem mais!

Publicado em Uncategorized

Fique sabendo!

Lembram do post da semana passada?

Vocês viram o número de pessoas contaminadas no Brasil?

Entao… Como saber se têm a doença ou não?

Fazendo os exames específicos para o HIV!

Mas muita gente deixa de realizar esses exames justamente por medo do resultado…

Realmente é muito dificil lidar com essa situação, mas o teste de aids é a única forma de confirmar se a pessoa é portadora do vírus ou não. Sabendo, ela pode se tornar mais responsável pela prevenção e pelos cuidados com a saúde e passará a seguir o tratamento para evitar o avanço e agravo da doença.

A pessoa que não sabe, pode continuar contaminando outras pessoas, mesmo sem querer e possivelmente manifestará os sintomas da doença em algum momento da vida.

Campanha-Aids

Para realizar o teste rápido, basta procurar um posto de saúde, um centro de testagem ou um laboratório particular e fazer uma coleta de sangue. O teste é gratuito e o resultado sai no mesmo dia!

Se vocês quiserem saber mais, o site do Ministério da Saúde é muito legal e tem várias informações, inclusive sobre os locais de exames. Acessem: www.aids.gov.br

Gostaram?

Até mais!