Publicado em Uncategorized

Aniversário do Blog!

Oi gente!

bolo1

Hoje estamos comemorando um ano do Blog Saúde e Sexualidade – De Jovem para Jovem e o melhor presente foram as 5.428 visualizações recebidas desde a primeira publicação até este importante dia!

imagemblog

Muito obrigada a todos vocês que acompanharam e curtiram os nossos posts!

Continuem acessando e buscando informações, pois as novidades por aqui não param!

Até a próxima!

Publicado em Uncategorized

Gravidez na Adolescência

A gravidez pode ser uma das fases mais importantes na vida de uma mulher…

Mas, e quando isso acontece muito cedo, de uma forma não planejada?

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, 444.056 adolescentes brasileiras, entre 10 e 19 anos, tiveram filhos em 2009. Destes, mais de 70 mil casos se referem ao estado de São Paulo, o maior em todo Brasil.

A cada ano, cerca de 20% das crianças que nascem no Brasil são filhas de adolescentes. Esse índice representa três vezes mais garotas menores de 15 anos grávidas do que na década de 70.

Pregnant woman

Pesquisando sobre o assunto, encontramos algumas possíveis justificativas para as práticas sexuais desprotegidas que, consequentemente, podem levar a uma gravidez não desejada:

– falta de informação e comunicação entre os familiares, pela presença de tabus e pelo medo do adolescente em assumir que tem uma vida sexual ativa;
– não utilização de métodos contraceptivos de forma adequada e correta, por conta até da instabilidade das relações e dos encontros casuais (ora tá namorando, ora termina, ou então por não estar em um relacionamento sério com ninguém);
– o pensamento de que a gravidez é uma possibilidade distante, que não vai acontecer no momento;
– e também a iniciação sexual precoce, pois quanto mais cedo ocorre a 1ª relação, menores são as chances de uso de métodos contraceptivos e, consequentemente, maiores são as possibilidades de gravidez.

E ai, vocês concordam com esses motivos?

A boa notícia é que com o aumento de ações de prevenção, orientação mais adequada sobre o uso dos contraceptivos e distribuição gratuita de camisinhas em postos de saúde, há grandes chances do índice de gravidez na adolescência diminuir.

Porém, segundo a médica Carmita Abdo, coordenadora do Projeto de Sexualidade do Hospital das Clínicas de São Paulo e professora da Faculdade de Medicina da USP, uma gestação precoce, embora não apropriada, nem sempre é indesejada.

“O desejo de conquistar uma vida melhor, de ter atenção e afeto e de começar a estruturar uma vida mais independente, muitas vezes, levam as meninas a, mesmo sem perceberem, esperar que uma gravidez resolva isso.” Para a médica, mais que informação, as crianças precisam aprender que podem realizar seus sonhos por meio dos estudos, do trabalho e da construção de um projeto de vida”.

A gravidez não planejada não é um problema exclusivo das meninas. Os meninos também não possuem condições estruturais para serem pais, afinal, um filho não é concebido por uma única pessoa.

Como vimos nos posts anteriores, uma das maiores preocupações dos adolescentes esta relacionada a 1ª vez. Muitos ficam em dúvida se estão preparados para iniciar a vida sexual. Uma outra forma de pensar sobre essa questão, é perguntando para si mesmo, se estão prontos para encarar as responsabilidades e as consequências que essa escolha pode trazer…

Caso acontecesse uma gravidez não planejada, como vocês enfrentariam a situação?